SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE DANÇA DE BRASÍLIA 2014

logo seminário

Seminário há 24 anos traz  o melhor da dança internacional

 

Professores internacionais, espetáculos com grupos convidados e coreógrafos internacionais, inclusão no ano da Alemanha no Brasil, bolsas no exterior e realização de 23 de junho a 11 de julho no CCBB marcarão a edição 2014 do Seminário Internacional de Dança de Brasília, eixo central do programa DANCE BRASIL .

 

Estão abertas as inscrições pelo site www.dancebrasil.art.br para a 24ª edição do Seminário Internacional de Dança de Brasília. O evento será realizado de 23 de junho a 11 de julho e,  pela primeira vez, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). Além de novos professores internacionais como Christoph Böhm (Alemanha) e Rachel Hendricks (EUA),o evento promovido pela Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal em parceria com a Associação Cultural Claudio Santoro será aberto com o espetáculo 1964, do grupo paulista FACES OCULTAS e será encerrado com um espetáculo incluído no Ano da Alemanha no Brasil. 

 

O evento, conhecido e respeitado nacional e internacionalmente, é responsável por ter possibilitado uma carreira internacional a mais de 400 bailarinos brasileiros, por meio de Bolsas de Estudo, Estágios e Contratos em prestigiadas escolas, academias e companhias internacionais. A coordenadora do evento, a coreógrafa e bailarina, Gisèle Santoro, afirma que este é um ano especial “por homenagearmos Claudio Santoro – patrono da instituição que realiza o evento – por seus 95 anos de nascimento, 25 de falecimento e 35 de inauguração do Teatro Nacional Claudio Santoro e criação de sua Orquestra Sinfônica.

 

Para 2014, além de Prêmios previstos no valor de R$ 20 mil , serão oferecidas 10 Bolsas de Estudo e Estágios. E bolsistas selecionados poderão eventualmente receber uma passagem internacional e/ou um estipêndio mensal para  manutenção no exterior.

 

Oportunidade na Junior company ligada à Ópera de Dortmund

Bailarinas entre 17 e 21 anos e  inscritas no Seminário podem enviar para a Direção do Seminário vídeos ou link para o You Tube para serem apresentados por nós à Direção do Ballet da Ópera de Dortmund (Alemanha), para concorrer  a 2 (duas) vagas em Contrato de Estágiopor 2 temporadas para a Junior Company (salário de cerca de 1.400 Euros brutos, dos quais são descontados impostos). Além de salário e seguro contra acidentes, o jovem conjunto – sob a Direção Geral e responsabilidade artística do Diretor e Coreógrafo Titular do Ballet da Ópera de Dortmund Xin Peng Wang, – oferece outras possibilidades de desenvolvimento e aperfeiçoamento, como Workshops, Seminários de Pas de Deux e Repertório e outras medidas de fomento. Cuidados artísticos e com o bem-estar dos jovens bailarinos estarão a cargo do coreógrafo de Dortmund Raimondo Rebeck – um dos professores e coreógrafos do XXIV Seminário Internacional de Dança de Brasília – que, após uma primeira seleção dos vídeos e links enviados, examinará as candidatas durante o Seminário, para a decisão final.  PRAZO FINAL PARA ENVIO DO VÍDEO OU LINK: 6 de junho

 

Gala de Abertura – “1964”

Por ocasião dos 50 anos do Golpe, o Seminário terá “1964”, da Faces Ocultas Companhia de Dança (Salto-SP), como espetáculo de abertura na sexta-feira (27 de junho).O espetáculo teve como um dos elementos da composição coreográfica, histórias envolvendo lutas e conflitos, passeatas da classe artística: músicos, estudantes, escritores e todo tipo de pessoa que lutava pela liberdade de expressão numa difícil época da ditadura. Na ocasião será prestada uma homenagem ao Secretário de Estado de Cultura do DF, Hamilton Pereira da Silva, assim como a Claudio Santoro e família,  o cineasta Vladimir Carvalho, o editor Victor Alegria, o estudantes Honestino Guimarães (in memoriam), o artista plástico Glênio Bianchetti (in memoriam), o arquiteto João da Gama Filgueiras Lima (Lelé- in memoriam), entre outros. 

 

 

Gala de Encerramento – Paquita 

Na sexta-feira (11 de julho) será realizada a Gala de Encerramento (incluída na programação do Ano da Alemanha no Brasil) que contará com a seguinte programação:

 

– Paquita (suíte do ballet, incluindo o Grand Pas, Pas de Trois, mazurca com as crianças) – remontagem de Gisèle Santoro (filha) – música de Minkus

– “Regen, in deinen dunklen Augen” (Chuva, em teus negros olhos) – coreografia de Raimondo Rebeck (Alemanha) – música de Ezio Bosso – criação mundial

“Sturm und Drang” (Tempestade e Ímpeto) – coreografia de Mônica Proença (Brasil/Canadá) – música de Claudio Santoro com texto de poetas alemães – criação mundial

 

Elenco: Dance 2000 Cia. de Dança, formada por participantes do Seminário e bailarinos convidados

 

Professores convidados

 

ALEMANHA

Vladimir Klos

Raimondo Rebeck

Christoph Böhm

 

BRASIL

Gisèle Santoro (filha)

Evandra Martins (Brasil/França)

Mônica Proença (Brasil/Canadá)

Fabiana Maltarolli (Brasil/Suíça)

Jânia Batista  (Brasil/Suíça)

 

ESPANHA

Roser Muñoz

 

EUA

Karah Abiog

Austin Hartel

Rachel Hendricks

 

FRANÇA

Vincent Gros

 

CORREPETIDORES

Jaroslaw Madroszkiewicz (Polônia/Áustria)

Shoshana Band (Israel)

 

Alunos que completam o círculo –  Depois de Mônica Proença (hoje radicada no Canadá, foi aluna tem voltado como professora, tendo participado de todas as edições do Seminário), e Evandra Martins (radicada em Paris) que foram alunas e têm voltado como mestres, também ex-aluna, e hoje professora do evento), este ano celebra a participação de Fabiana Maltarolli. Medalha de Ouro no 1o. Seminário. Carioca,  ganhou em 1991 uma Bolsa de Estudos para a Escola da Ópera de Viena (Áustria). Foi por muitos anos 1a. Bailarina da Ópera de Zurique (Suíça) e atualmente é professora de Dança da Academia de Zurique.

 

Programação paralela – Todos os anos, o Seminário cria eventos com programação alternativa no intuito de “inundar a cidade de dança”, afirma Gisèle Santoro. A programação conta com um Palco Livre com espetáculos diários e “aulões” com grupos convidados e participantes do DF e de outros centros, além de uma Maratona da Dança (um dia de apresentações ininterruptas, com participação do público presente) e o Brasília Dança! (Concurso com Júri Popular com premiação em espécie). Mas a programação paralela ainda terá mini-apresentações variadas no Metrô (Arte nos Trilhos), espetáculos em diversas administrações regionais (Circuito da Dança) e uma Feira da Dança.

 

Responsabilidade social –   O Seminário desenvolve o proograma especial “Dançar para Viver / Viver para Dançar”, dirigido às crianças carentes do Distrito Federal e de outros Estados da Federação, oferecendo Bolsas de participação para o evento. Para se candidatar, fazer uma solicitação por escrito à Secretaria de Estado da Cultura do DF.

 

Histórico – Concebido por Gisèle Santoro e promovido pela  Secretaria de Cultura do DF desde 1991, em parceria comEmbaixadas e Instituições Culturais nacionais e internacionais – com destaque para a Associação Cultural Claudio Santoro – o “Seminário Internacional de Dança de Brasília“, é realizado anualmente no Teatro Nacional Claudio Santoro.

 

Por sua projeção, nível e seriedade, já atraiu milhares de participantes do país e do exterior, sendo considerado como um dos mais importantes do país e referência internacional.

 

Sem similar no mundo por sua ação cultural, social e turística, reúne as características de um festival às de um congresso acadêmico, com a finalidade de facultar uma carreira internacional aos talentos nacionais, por meio do aperfeiçoamento do bailarino brasileiro no país ou no exterior.

 

Para alcançar esta meta, o Seminário conta com um Corpo Docente de renome internacional; oferece cursos de diversas disciplinas práticas e teóricas de dança e teatro; organiza uma companhia profissional temporária, selecionada em audição por banca internacional, com bailarinos nacionais e estrangeiros, realiza espetáculos gratuitos no Plano Piloto e nas diversas Regiões Administrativas do DF; e quando possível em outros centros do país, inclusive com orquestra sinfônica e companhias convidadas do país e do exterior; promove um concurso em várias categorias (solo, duo, trio, conjunto, grupo), modalidades e estilos, para diversas faixas etárias níveis de conhecimento, inclusive para portadores de necessidades especiais; programa conferências, lançamentos de livros, exposições e exibições de fotografias, filmes e vídeos.

 

Sua mais relevante característica, no entanto, é o oferecimento de Bolsas de Estudo, Estágios e Contratos, para prestigiosas instituições de ensino na Europa (Paris, Viena, Berlim, Munique, Leipzig, Dresden, Stuttgart, Praga e Londres), no Canadá, na Austrália e nos EUA (Nova Iorque e Washington), e teatros e companhias no exterior. Desde sua criação, foram concedidos mais de 400 Prêmios – entre Bolsas de Estudo, Estágios e Contratos – para jovens bailarinos brasileiros de talento. Entre os resultados:

 

– a grande maioria dos bolsistas – alguns são 1os. Bailarinos em importantes Cmpanhias – foi assimilada por conjuntos internacionais do porte da Ópera de Viena, Ópera de Zurique, Ballet de Stuttgart, Ópera de Leipzig, Ballet dNancy, Ópera de Hamburgo, Aalto Ballett Theater Essen, Ópera de Munique, Ópera de Dresden, Ópera de Salzburg, Ópera de Dusselforf, Ópera de Magdeburg, Jeune Ballet de France entre outros

 

– inúmeras Medalhas em diversos concursos internacionais (Luxemburg, Helsinki, Eurovision, entre outros,

 

– Premiações Internacionais em 2005, dois bolsistas foram agraciados com o Prêmio da Dança Alemão “Futuro”, nas áreas de Dança Masculina e Coreografia. E uma Bolsista recebeu o Prêmio de Estímulo concedido pelo Ministério da Cultura da Baviera (Alemanha);

 

– O evento também tem distribuído prêmios em espécie – nesses 23 anos foram dados cerca de R$ 1 milhão em prêmios – dos quais 95%, assim como passagens internacionais foram oferecidas por instituições estrangeiras para bolsistas selecionados. Para 2014, além dos prêmios previstos no valor de até R$ 20 mil, serão oferecidas mais de 10 Bolsas de Estudo e Estágios. E bolsistas selecionados poderão eventualmente receber uma passagem internacional e/ou um estipêndio mensal para  manutenção no exterior.

 

 

Site – http://www.dancebrasil.art.br

Informações ao público: (61) 3273-3095– 8574-1695

 

Assessoria de imprensa – MARCOS LINHARES – 61 8405-8290 e Vitor Ferns – 61 9200 7710 (vitorferns@agenciac7.com /linhares@marcoslinhares.com.br)

 

Seminário Internacional de Dança de Brasília 2013

Ave, Dança!

Espetáculos de companhias estrangeiras e bolsas no Exterior marcarão a 23a. edição do Seminário

Internacional de Dança de Brasília, de 07 a 28 de julho de 2013

O Seminário Internacional de Dança de Brasília 2013, que será realizado de 07 a 28 de julho, trará novidades como estágio oferecido pela Tanz Atelier Wien (Áustria) 

A cada ano, a Coordenadora do Seminário Internacional de Dança de Brasília, Gisèle Santoro, inova e traz novidades para o evento, conhecido e respeitado nacional e internacionalmente e responsável por ter possibilitado a mais de 400 bailarinos brasileiros, uma chance em prestigiadas escolas, academias e companhias internacionais. Para 2013, Santoro  contará entre o time professores/estrelas com Sebastian Prantl (Áustria), Roser Muñoz (Espanha), Vincent Gros (França), e Heather Dotto (Canadá), com Marina Macura (correpetidora da Croácia), e a participação especial das companhias Lamondance (Canadá) e Tanz Atelier Wien (Áustria)

Alunos que completam o círculo –  Depois de Mônica Proença (hoje radicada no Canadá, foi aluna tem voltado como professora, tendo participado de todas as edições do Seminário), e Evandra Martins (radicada em Paris, também ex-aluna, e hoje professora do evento), chegou a vez de Davi Rodrigues. Ele também possui uma história de sucesso. É de Samambaia (DF), ganhou Bolsa do Seminário para o Canadá, atualmente tem muito sucesso por lá e chegou a ser o quinto colocado na audição para o Cirque de Soleil. Atualmente em Vancouver, é Co-Diretor e Coreografo da “Lamondance” juntamente com Monica Proença e Lara Barclay, alem de realizar atividades de professor e coreógrafo de Dança Moderna e Contemporânea na RNB Dance and Theatre Arts, Capa Dance & Drama School, North West Academy Perform and Arts, e em outras escolas como convidado em Vancouver. Tem recebido diversas premiações de destaque nos festivais de Vancouver inclusive, como melhor coreógrafo, inclusive nos EUA. Davi foca em desafiar a liberdade física, usando movimentos acrobáticos e explorar o corpo de forma inusitada.  Ao participar, depois, ir ao exterior com Bolsa, fazer sucesso e retornar como professores e oferecer Bolsas, tais trajetórias, mostram a beleza de um círculo que se fecha.  “O seminário foi de grande importância na minha vida, pois por meio dele muitas portas se abriram para mim no universo da dança, que é tão vasto e complexo. Pude apurar meus talentos como bailarino e refinar minhas qualidades enquanto criador, pude vivenciar, aprender, ensinar e amadurecer também como ser humano. Sou muito grato ao Seminário Internacional de Dança de Brasília por tudo isso. Desejo que muitos outros bailarinos possam desfrutar dessa experiência maravilhosa que eu pude receber “, revela Davi Rodrigues.

Professores 2012 – Roumen Rachev (Bulgária)

roumen_rachevNascido na Bulgária, graduou-se na Academia Vaganova em Leningrado.  Regressando à Bulgária foi de 1977 a 1981 1º.Bailarino da Ópera Nacional de Plovdiv, de 1981 a 1982 1º.  Bailarino do Ballet “ARABESQUE”, e de 1982 a 1990 1º Bailarino- Etoile de la Ópera Nacional de Sofia. En 1990 muda-se para a Venezuela, convidado pelo Ballet Nacional de Caracas como 1º. Bailarino e Maître de Ballet. De 1991 a 1993 foi Diretor artístico, Maître e 1º. Bailarino do Ballet Clássico de Venezuela., tornando-se em 1993 1º. Bailarino do Ballet Juvenil de Venezuela. Desde agosto de 1993 até 2001 foi Assistente da Direção Artística, 1º. Bailarino e Maître do Ballet Metropolitano de Caracas. Atualmente é Professor no Instituto Universitário de Dança, Maître do Ballet Teresa Carreño de Caracas, Maître do Ballet de Andanza e da Fundação Ballet de Las Americas. Possui Licenciatura em Dança Clássica e Mestrado em  Teatro Latino-americano.

Professores 2012 – June Schlosser (E.U.A.)

Nascida nos Estados Unidos, estudou Dança no American Ballet Theatre, tendo depois ingressado na companhia, com a qual viajou pelos EUA. Tendo fixado residência na Europa, pertenceu ao Ballet da Ópera de Viena Foi Docente da famosa Academia de Dança de Monte Carlo e da Escola de Ballet da Ópera de Viena. Como Maître convidada, tem lecionado em vários países da Europa e participado como Jurada em concursos internacionais. Atualmente leciona na Palucca Schule Dresden (Alemanha).

Professores 2012 – Karah Abiog (E.U.A.)

Karah Abiog 2011Original de Saratoga, tendo começado seus estudos de Dança no Ballet Capriole, com Elizabeth Neumann e Karen Millar, graduou-se em Dança na Loyola Marimolunt University em Los Angeles. Dançou e participou de inúmeras tournées com companhias como Complexions Contemporary Ballet, Cleo Parker Robinson Dance Ensemble, Deeply Rooted Productions, Between Line (LA), Earl Mosley’s Diversity of Dance, Nathan Trice/RITUALS e Wylliams Henry Contemporary Dance Company, entre outras. Trabalhou com personalidades como Dwight Rhoden, Milton Myers, Jawole Willa Zollar e Martha Clarke,  artistas como Ray Charles, Roberta Flack, Jennifer Holliday and Dionne Warwick e em óperas como Aida, Carmina Burana, and Porgy and Bess.  Foi Professora Visitante de Dança Modern na Divisão de Dança do Conservatory of Music and Dance at the University of Missouri – Kansas City. Instrutora Certificada de Pilates, é Diretora do Programa Pedagógico da Alonzo King LINES Ballet School in San Francisco – programa de jovens artistas/profissionais entre 17 e 24 anos – assim como membro do Corpo Docente da instituição.  Participou inúmeras vezes do Corpo Docente do Seminário Internacional de Dança de Brasília.

Co-repetidores 2012 – Luis Blumenschein (Brasil/Alemanha)

Foto de 2009Natural de Goiânia, formou-se pela Universidade Federal de Goiás na classe da pianista Belkiss Carneiro de Mendonça, tendo sido premiado em vários concursos de piano por todo o Brasil.  Reside na Alemanha desde 1982, onde cursou, na Escola Superior de Música Freiburg i. Bresgau, Mestrado em Piano Solo na classe das pianistas Rosa Sabater e Elza Kolodin, e na Escola Superior de Música de Karlsruhe, Mestrado em Piano e Música de Câmera, na classe da pianista e Reitora Fany Solter. Realizou inúmeras gravações para a rádio e televisão na Alemanha e no Brasil e tem se apresentado regularmente em concertos solo, de música de câmera e em apresentações com Dança na Europa e no Brasil. É freqüentemente convidado para master-classes em piano solo, música de câmera e piano-improvisação por várias instituições de ensino, tais como o Conservatório de Asti (Itália) e Escola de Música de Uberlândia, assim como instituições em Goiânia e Brasília, entre outras. Foi pianista acompanhador da Master-class da clarinetista Sabine Mayer em Weimar (Alemanha) e da Professora Vera Kramarowa (violino) em Speyer, Ludwigshafen, Mannheim, Goiânia e Brasília. Seu talento para a improvisação lhe trouxe o contato com a Dança, que se tornou uma grande parceira. Desde 1991 é co-repetidor para dança em tempo integral na Escola Superior de Música e Artes Cênicas de Mannheim (Alemanha). È membro do Senado desta instituição já há 15 anos, como representante dos “colaboradores- acadêmicos”(Akademische Mitarbeiter).  Participa desde 1993 do Seminário Internacional de Dança de Brasília, como co-repetidor e pianista solista.

Professores 2012 – Mônica Proença (Brasil/Canadá)

Mônica Proença, foi aluna e retorna como professora. Ela participa do evento há 21 anos - Crédito- Mário VelosoNatural do Rio de Janeiro, estudou dança no Brasil e posteriormente nos Estados Unidos. Após seus estudos na San Francisco School of Arts, voltou ao Brasil dando início a sua carreira profissional. Trabalhou em várias companhias internacionais, como Ballet de Brasília (direção Gisèle Santoro), Deeply Rooted (direção Kevin Iega e Gary Abbot) e Don Lavy Dance Company (direção Samuel Don Lavy).

Participou de várias produções com coreógrafos de renome internacional, como Carlos Vilán (Espanha), Vera Timashova (Rússia), Irene Schneider (Alemanha), John Ottman (Canadá). e de produções como “Orfeu e Euridice”, “Jesus Christ Superstar”, “Giselle”, “O Lago dos Cisnes”. Estabelecendo-se no Canadá, iniciou uma profícua colaboração com a Science Friction Productions (direção Shannon Moreno e Farley Johansson), que permanece.até os dias de hoje, sendo atualmente Diretora da Lamondance, companhia contemporânea canadense.Tem lecionado como convidada no Japão, Espanha, Estados Unidos e Alemanha, tendocoreografias premiadas no Canadá, França e Austrália, e dançadas pelo BallettAufTakt (Alemanha). Anualmente participa do Seminário Internacional de Dança de Brasília – do qual foi bolsista e premiada – como professora, bailarina, jurada e coreógrafa.

Entradas Mais Antigas Anteriores